22 de abril de 2012

"Recorrente"




Às vezes, a dor de chuvas passadas
cai em mim tão fina, reelaborada,
a tanto de não ser eu mais que uma bolha
na espuma da tarde molhada.

(Fernando Campanella)

Sem comentários:

Enviar um comentário