30 de outubro de 2013

Voz ativa


Canta, poeta, canta!
Violenta o silêncio
conformado
Cega com outra luz a luz
do dia
Desassossega o mundo
sossegado.
Ensina a cada alma a sua
rebeldia.


(Miguel Torga)

1 comentário: