6 de junho de 2016

SENHOR, LIBERTAI-NOS


Senhor libertai-nos do jogo perigoso da transparência.
No fundo do mar da nossa alma não há corais nem búzios
Mas sufocado sonho
E não sabemos bem que coisa são os sonhos
Condutores silenciosos canto surdo
Que um dia subitamente emergem
No grande pátio liso dos desastres.


(Sophia de Mello  Breyner)

1 comentário:

  1. Não conhecia e gostei. Obrigada pela partilha aqui.
    Gábi

    ResponderEliminar